Sinta-se em casa!

Entre e deixe a porta aberta.
Aguenta firme que vou ali pegar uma breja.

21 de nov de 2008

De segunda à Segunda.

Irrita pouco viu...

- Pessoas na calçada, sentido oposto ao meu, não sabem desviar e fica aquela dancinha boba irritante.
- Caneta com tinta seca.
- Clips estilo “correntinha” (tem sempre um morfético que junta tudo e na hora da correria é uó)
- Açúcar empedrado (adoro essa palavra)
- Quando o shampoo acaba e só tem outro novo do lado de fora do banheiro.
- bolinhas nas unhas após pintá-las
-Telefone ocupado

-Ligação perdida e celular sem crédito.
-Fila fake na balada
-Banco “suado” no metrô.
-PC lento.
-Guarda-chuva cretino que após um vento, vira e te deixa na mão.
-Meias molhadas.
-TV aberta aos domingos.
-Papel de bala vagabundo que não desgruda fácil dela.
-Baratas do verão.
-Chinelo de ponta cabeça.
-Números restritos “este número não pode ser chamado”
-Cantada feita por um sujeito no carro e você a pé: logo, não é possível ouvir a linda frase completa.
-Telefone fixo com fio curto
-Fone de ouvido bagaceiro que logo na primeira semana só um lado funciona.
-Sacola furada
-Ajuda do Windows (palavrinhas banais: você escreve “quiz” e ele, sem a tua permissão muda para “quis” e depois doc impresso você descobre que amigão ele é)
-Ampulheta do PC.
-Bala de canela
-Bombom de banana
-Alface roxa
-Atendente blasé
-Atendente puxa-saco que logo de cara te elogia.
-Eternos setores de grandes empresas no Call Center. Uma verdadeira brincadeira de batata-quente. O pior é você contar a mesma história para mais de 5 pessoas. Chega uma hora que vira telefone sem fio. A história perde alguma parte no caminho e te colocam em xeque-mate.
Vendas frenéticas. Experimentar roupa e após 5 segundos, você escuta da cabine: “E aí, ficou bacana¿ Como ficou?”
-Cadarço desamarrado e você atrasado.
-Abraço “frouxo”
-Aperto de mão “molenga”
-Ao ser apresentado a alguém, aquele impasse chato e que precisa ser resolvido muito rápido: primeiro beijo no rosto e estende a mão?
primeiro a mão e depois o beijo?
ou os dois simultaneamente¿

-Ao cumprimentar alguém você dá um beijo no rosto e a pessoa quer mais um. E sempre rola aquela risadinha "amarela"
-Moeda no fundo da bolsa quando você precisa para completar a grana.
-Controle remoto da TV que toma chá de sumiço quando você está deitado.

A vida tem lá sua graça quando notamos nos detalhes a acidez que ela nos oferece!

Um comentário:

  1. Viva, adorei este exercício! Do outro lado do mar, em Portugal, se puder acrescentar:
    * telefones que deixam de funcionar justamente quando vamos ouvir "amo-te" ou as direcções que precisamos de conhecer;
    * blogs que parece que fomos nós a escrever, mas não fomos;
    * um convite para ir à praia e não ter ido à depilação;
    * estar sentada à frente do computador com um deadline e não sair uma única ideia;
    * achar que estamos estáveis e, de repente, uma música ou uma imagem nos pôr a chorar (ou isto são as hormonas?);
    * não ver os amigos anos seguidos e quando os encontramos sentir que perdemos a ligação;
    * tampa de sanita levantada;
    * pasta de dentes sem tampa;
    * pacotes vazios no frigorífico ou na despensa;
    *...
    Desculpe, não queria abusar, mas gostei mesmo. Vou citar no meu blog, ok? Joana

    ResponderExcluir