Sinta-se em casa!

Entre e deixe a porta aberta.
Aguenta firme que vou ali pegar uma breja.

26 de nov de 2008

O telefone tocou novamente...


As pequeninas coisas são grandiosas quando são notadas.




Bilhete da mãe dizendo: “tem bolo de chocolate pra você”
O olhar do filho felino antes de fechar a porta e sair para trabalhar.
Scrap-resposta de quem você espera ansiosamente.
Uma carona depois da meia noite quando você não tem mais transporte coletivo disponível (valeu Dri e Ale)
Um elogio por um gesto simples seu.
Um recado no blog de uma portuguesa gente fina.
Um meme do Rogerim.
Piadas do Gil Brother em seu quadro gastronômico.
Sutilezas de Cris Guerra.
Árvore de Natal feita por crianças lá da Escolinha do Bem.
Jantar com amigos em plena quarta-feira.
Um cd recheado com fotos das viagens (valeu Lucas)
Um cd de banda emergente (valeu Nego)
Receber um recado da amiga dizendo: “vc sempre me faz bem”
Ganhar um lindo cortador de unhas em forma de sapinho.
Ganhar conchinhas da praia (valeu Carina)
Dos TOC´S da pequena loira (Marizinha)
Ligar para alguém com medo que não te atenda ou retorne. Minutos depois: ligação no trabalho, no celular e Nextel. Mesmo sem ter conseguido falar, já tenho a satisfação plena que valeu a pena.
Layout do Ru Keller (como é bom ter ex bacana)
Ganhar um dicionário espanhol-português (valeu Mari)
Ganhar o DVD do Pequeno Príncipe (clássico) e da Amelie (valeu Mari)
Fazer caixinhas para amigas e amigos.
Ganhar papéis bacanas para fazer caixinhas novas.
Ganhar flor de crochê para por no cabelo (by mamãe)
Escrever para amigos e amigas.
Bilhetes – checklist colorido (valeu Lorens)
Encontrar um bilhete antigo e atemporal.


A rinite, a voz rouca, a “tosse de cachorro”, a febre, o cabelo sem chapinha...nada disso fez da minha quarta-feira cinza. Cores, muitas cores. Pq relembrar momentos bons refresca a alma e alimenta o coração.




Um comentário:

  1. Sim, sou portuguesa. Encontro, por isso, sempre alegria nos blogs brasileiros. Essa maneira descomplexada e simples que têm de escrever, como se não custasse nada, as descrições sempre solarengas das coisas que acontecem. Da vida, sou jornalista, free-lancer, tenho dois filhos, como dá para ver pelo blog, adoro a minha família e estou a estudar design gráfico. Vida simples. Tranquila (às vezes). bjs joana

    ResponderExcluir