Sinta-se em casa!

Entre e deixe a porta aberta.
Aguenta firme que vou ali pegar uma breja.

9 de dez de 2008

Dias passam devagar.

Começamos o que você desconhece.
Aquilo que me encanta.
Você não percebe que nos pequenos gestos encontro coisas boas.
Tão bom ficar perto de você.
Mas agora é hora de arrumar as malas e caminhar só.
Nossa estrada é longa.
Não sei dizer até logo ou um simples tchau.
Isso você já percebeu.
E não tem como “Remediar”.
Não se esqueça da blusa de frio e de um bom livro em sua mala.
E deixa que eu levo nosso mundo comigo.

Um comentário:

  1. Carol, tá tudo lindo aqui.. bem seu jeitinho mesmo. Seus textos são ótimos !
    beijo carol querida.

    ResponderExcluir