Sinta-se em casa!

Entre e deixe a porta aberta.
Aguenta firme que vou ali pegar uma breja.

11 de dez de 2008

Gente sorridente!

Nada melhor do que “trocar uma idéia” com um sujeito alterado graças ao álcool para a hora passar mais rápido.
Hoje encontrei um sujeito assim na madrugada na Paulista. Desses que acham que construíram monumentos ou que conheceram alguma celebridade do passado. Se é verdade ou não, não tenho interesse em aprofundar pesquisas ou C.P.I.´s da vida.
O mais bacana é poder trocar de assunto sem fazer uma fusão de um tópico para outro, ter a liberdade em inventar personagens ou simplesmente mergulhar nos “causos” do sujeito.
Assim consegui fazer que o relógio “pulasse” das 3 da manhã às 4:30 com tanto humor.
Talvez se eu estivesse no mesmo estado que ele não seria tão bom.
Ficar sóbria possibilita um olhar melhor.
Ele disse que fora deputado, cantor e que ainda foi ele quem deu cores a uma antena colorida e famosa lá na Paulista.

Ri para não entrar em coma naquele papo; Mas o riso não foi em tom de deboche, apenas uma maneira de proteção.

Disse a ele que amanhã provavelmente estaria por “aquelas bandas”. E a conversa poderia terminar com um brinde às nossas filosofias de vida, regadas a muita risada e suco de maracujá.

2 comentários:

  1. Defitivamente...viciada em seu blog...quando me sobra um tempinho não passo mais no instante posterior e sim no rascunho em papel de pão...além de uma amiga, agora conquistou uma fã!

    ResponderExcluir
  2. não pode abandonar o Bruno Medina...leia os dois...ele supera meus textos.

    ResponderExcluir