Sinta-se em casa!

Entre e deixe a porta aberta.
Aguenta firme que vou ali pegar uma breja.

6 de dez de 2008

Mimos de Natal.

O que mais quero é:

"Os Contos de Beedle, o Bardo"
Autora: J.K. Rowling
Tradução: Lia Wyler
Editora: Rocco
Quanto: R$ 24,50 (107 págs.)

Relaxa, isso não é um pedido. Apenas um post-it virtual.
Já indico pq Dumbledore dá lições de moral. Isso já deixa claro que o livro é bonito.

"Felicidade é um bem natural" (MPB-4)

“Se soubesse que seria assim, nem perto de você ficaria.
Quem diria que após as brigas você estaria tão bem (e gosto).
Tua tristeza comovia meu lamento e fazia um abrigo em teu coração.
Ficamos em desuso.
A dor nos unia.
Agora a felicidade nos afasta e isso é estranho.
Tira isso de mim e leva o mais distante possível!
Não sei lidar com tanta confusão.
Apenas o que sei é que sem você o mundo perde a graça, o sabor e o frescor de dias memoráveis.
“Vai pra longe, mas deixa a tua dor onde morei tão bem.”

Lá no alto veremos o que fizemos e o que deixamos de fazer e a graça tomará conta de nós.
Insanos, tolos e delinqüentes.
Acho que isso resume nosso passado.
Vivemos na corda bamba.
Mas não no perigo que nunca deixamos existir em nosso cantinho.
Hoje o encanto passou por nós.
Mas só a mim ele tocou.
Você continua aí, intacto.
Mas até quando seremos assim¿
Por trás dessa muralha que construí você fez paisagem.
E o mundo tenta descobrir quem é você.
E eu só quero que você descubra esse mundo em mim.”


Mais um pensamento da série "Minha vidinha démodé"

Chico Chico logo ali.

Chico Buarque cada vez mais presente essa semana. Até ringtone virou em meu celular.

Adoro essa música.

Trechos que gosto mais:

Ciranda da Bailarina

"Procurando bem
Todo mundo tem pereba
Marca de bexiga ou vacina
E tem piriri,
tem lombriga, tem ameba
Só a bailarina que não tem
E não tem coceira
Berruga nem frieira
Nem falta de maneira
Ela não tem

Futucando bem
Todo mundo tem piolho
Ou tem cheiro de creolina
Todo mundo tem um irmão meio zarolho
Só a bailarina que não tem
Nem unha encardida
Nem dente com comida
Nem casca de ferida
Ela não tem

Não livra ninguém
Todo mundo tem remela
Quando acorda às seis da matina
Teve escarlatina
Ou tem febre amarela
Só a bailarina que não tem
Medo de subir, gente
Medo de cair, gente
Medo de vertigem
Quem não tem

Confessando bem
Todo mundo faz pecado
...

Sujo atrás da orelha
Bigode de groselha
Calcinha um pouco velha
...

Sala sem mobília
Goteira na vasilha
Problema na família
Quem não tem
...

Procurando bem
Todo mundo tem..."

Salve Chico.

Mas o querido é como a bailarina...seus defeitos ainda não notei.
E mesmo ao notar um dia, sei que serão pequeninos demais para nós.

Rascunhos em guardanapo.


Dada outra chance.
Faria tudo outra vez¿
Provavelmente não.
Futuro do Pretérito está lançado na vontade:

Falaria menos.
Pensaria mais.
Cantaria menos.
Dançaria mais.
Brigaria menos.
Sorriria mais.
Esqueceria menos.
Dormiria mais.
Comeria menos.
Beberia mais.
Brigava menos.
Amaria mais.

Ao som de Chico Buarque:
"Se deixo de alguém
Por falta de carinho
Por brigar e outras coisas mais
Quem aparece no meu caminho
Tem os defeitos iguais"
Música: Foi assim
Perguntinha: E você, faria tudo outra vez ?