Sinta-se em casa!

Entre e deixe a porta aberta.
Aguenta firme que vou ali pegar uma breja.

22 de dez de 2008

Folga!

Dias sem escrever.
Pudera.
Sem inspiração.
Dias insanos, dias felizes, dias infinitos.
Hora de parar para pensar em todas as coisas que estão pendentes.
Dentre elas, o lugar mais bonito para aquele rapaz.
Enquanto isso, continuo a não escrever.
Não sobra motivação para isso.
Lamento.

Sorry baby!