Sinta-se em casa!

Entre e deixe a porta aberta.
Aguenta firme que vou ali pegar uma breja.

29 de dez de 2008

Tem coisas...

TEM dias que as coisas conspiram para tirar você do sério.
Após horas pintando as unhas com tanto cuidado, as unhas ganham bolinhas terríveis.
Você faz arroz e ele fica mole e todos grudados uns aos outros.
Guarda-chuva vira pra cima quando você está de chapinha.
Caneta com tinta seca na hora de marcar um recado rápido.
O cara que tu gosta some do mapa e ignora tua existência sem nenhum motivo aparente.
Sache que veio de brinde na revista vaza e acaba com a maior parte dela.
Sabonete no fim.
Shampoo acaba e o novo fica fora do banheiro.
Encontra um semi-conhecido na rua quando você está atrasado.
Quando o motorista da lotação dá um sermão só pq você estava fora do ponto com poste azul. (o pior é pagar 2, 30 mangos e ainda tomar “esporro”)
Quando vc vai para a balada e aparece um trio de lesadas metidas a hype e pede para você democratizar o espaço (sim, isso é tão verídico quanto as palavras anteriores).
Você acaba de dar banho no felino e ele decide fazer coco para lambuzar o rabo só para te provocar.
Quando você não tem crédito no celular e só descobre após digitar aquele longo texto (perdido até a próxima recarga).
Quando acaba a bateria do mp3 logo quando o metrô está lotado e a única diversão seria ouvir um som para meditar.
Quando você compra algo e tem uns 30 centavos de troco e a atendente diz para você pegar em balas de hortelã ou dadinho (e não te dá outra opção).


Mas tem vezes que tudo isso fica pequeno quando tudo o que você mais queria acontece. Como um simples sms.

Sim, “me” contento fácil fácil!

Mas só por aquilo que mais quero.

Coisinhas.

2009.
Com que roupa¿
Branco¿
Vermelho¿
Rosa¿
Amarelo¿
Verde¿
Quero apostar em todas. Ser um mosaico seguro.
As crendices sempre existiram em mim, mas dessa vez levo mais a sério.
Lentilhas, pedidos, desejos, ideais...tudo será como manda a tradição.
Os pedidos serão simples tais como: saúde (viva a sanidade), harmonia, proteção, satisfação e alegria.
Nada de bens materiais.
Projeto um ano com muito incenso, essências de cravo, livros do Osho, idas ao Templo Zu Lai e velhos estudos da Rosa Cruz.
Mas ainda tenho 2 dias de 2008 guardados no bolso.
Um deles está reservado para organização do guarda-roupa e armário de bolsas.
Depois preciso separar velhas revistas.
Depois, ter um dia de mulherzinha: hidratação, escova, chapinha, unhas dos pés e das mãos coloridas, maquiagem bacana e um perfume suave.
Enquanto isso vejo o dia começar.
Diante da tela do computador.

Tiro Onda.

Aconteceu de forma estranha e do dia para noite.
Eu, eles e tantos outros não entenderam tal decisão.
Mas não contestamos pq aqui desse lado fica difícil analisar qualquer coisa.
Mas deve haver um motivo forte para ter acontecido desse jeito.
Se ele mudou, ok. Mas ela é de causar certo espanto.
Você conseguiu o quis da forma que achou coerente. Suga os seus desejos e os adquire da forma que desprezo. Se te faz feliz...siga em frente. Mas não esqueça como tudo começou. Torto, errado e inadequado. Se conseguiu corrigir laços nessa caminhada, parabéns.
Daqui tenho o melhor ar que poderia ter.
Só te peço uma coisa: viva sem achar que sou a sombra que te apavora.
Você me cansa e isso é chato.
Passar bem.

Cida Proni

Um telefone no fim de um sábado de dezembro.
Era dia de festa.
Parte da família reunida em outra parte da cidade.
Coração dispara pq sei que ela irá dizer as palavras que o aquecem.
Tia atende.
Passa telefone.
Aquele “alô” que conheço tão bem se faz verdade.
Não disse “feliz aniversário” logo de cara pq a urgência em dizer “saudades” foi mais forte.
Ela quando percebeu que era eu do outro lado da linha, diminuiu o tom de voz e com certeza (pela diminuição dos ruídos) fugiu para um lugar isolado do barulho. Isso é parte daquele amor que entendo. Aquele cuidado que só ela sabe ter e fazer.
Falamos por longos minutos, eu (imagino) falei de forma rápida, atropelando assuntos para deixá-la “a par” de todas as minhas humildes novidades.
Ela, sempre com um ar sereno em contar as felicidades e mazelas da vida.
É a única data de aniversário que procuro o ano todo jamais esquecer. Posso esquecer o meu, mas o dela...jamais.
Pode ser injusto com muitos, mas esse cuidado é só com ela. É pessoa que olho para o futuro e quero “me” encontrar. Tem os valores, princípios, ideais que quero ter.
Não somos do mesmo sangue.
Não temos o mesmo brasão.
Não temos a mesma cor.

Mas temos tantas coisas em comum que nos unem segundo a segundo.
Ela carrega o título de “avó” desde quando eu estava na barriga da minha mãe.
Ainda bebê nas fotos, a mão dela está presente sempre comigo no colo.
Passaram 26 anos.
E o amor cresceu gradativamente.
E o respeito sempre intacto.
É por ela que em 2009 pretendo vencer as barreiras do medo, da incerteza, do orgulho e do passado. Através disso posso encontrá-la novamente e receber aquele combo que amo tanto: abraço apertado, sorriso escancarado e aquele almoço que tanto sinto falta.

, não sei se esse texto chegará à você. Mas o amor que tenho por ti...esse sim...chega e tu sentes.
Sabemos disso.
É por isso que procuro ser melhor. Só para receber o elogio teu.

Chico Mendes.

Hoje no caminho de volta para casa li uma matéria interessante na Rolling Stone desse mês (merchan¿ jabá para eles¿ Não. Apenas recomendo o que acho bom sem grana no bolso). A matéria é de Maurício Monteiro Filho com fotos lindas de André Pessoa. Está na página 121.
Nome¿ Saga de Sangue.
Sobre¿ Darly Alves da Silva, um senhor de 74 anos – conhecido por ter sido condenado como comandante da morte do querido Chico Mendes.
A matéria é muito bem escrita, que permite uma leitura daquelas para estudar mais quando chega o ponto final.
E foi o que fiz.
Já havia algum conhecimento sobre a história de Chico mas nada que pudesse seguir uma conversa com algum entendido no assunto.
Hoje, apesar das pesquisas, também não posso, mas já consigo entender o pq este homem dava medo em certas pessoas.
Ele vem de Xapuri, Acre...Terra da minha avó materna.Daí a curiosidade veio a tona.
O texto de hoje era sobre fofocas e coisas meia-boca.
Mas achei que este humilde blog também tem o intuito de levar a quem lê ou faz uma visitinha um pouco de informação. No caso, apenas indico a matéria ou que leiam sobre Chico Mendes.


Recado dado. Estudo no start.

Antes que 2009 venha...2008 já deixa saudades.