Sinta-se em casa!

Entre e deixe a porta aberta.
Aguenta firme que vou ali pegar uma breja.

21 de out de 2009

Em doses.

Ainda estou na metade do livro (biografia da Clara Nunes).

Muita coisa mudou com essa leitura.

E não será diferente aqui no blog.

Tanto é que uma das grandes músicas interpretadas para ela tem a letra bem interessante:

"LAMA"


"Pelo curto tempo que você sumiu
Nota-se aparentemente que você subiu
Mas o que eu soube a seu respeito
Me entristeceu, ouvi dizer
Que pra subir você desceu
Você desceu

Todo mundo quer subir
A concepção da vida admite
Ainda mais quando a subida
Tem o céu como limite
Por isso não adianta estar
No mais alto degrau da fama
Com a moral toda enterrada na lama"

De Mauro Duarte.


"Última morada"
Composição: Natal / Noca da Portela

"Quando eu morrer
Eu quero uma batucada
Pra me levar à minha última morada
Quero ouvir acordes
De um violão
E o povo pelas ruas
Cantando as estrofes
Da minha canção
Assim no céu
Terei felicidade
E das belas coisas da vida
Eu não sentirei saudade"

Eu sou assim: quando gosto, divulgo mesmo. Seja o que for.

Nenhum comentário:

Postar um comentário