Sinta-se em casa!

Entre e deixe a porta aberta.
Aguenta firme que vou ali pegar uma breja.

27 de dez de 2009

Poder da caneta.

Paulo César Pinheiro. Já escrevi sobre ele. E quando ouvi a canção dele no novo cd da Maria Bathânia...estava ali o homem que encantou a mulher que tanto admiro: Clara Nunes.


Composição: Dori Caymmi e Paulinho Pinheiro


Quando o amor se hospedou
Todo o mal se desfêz
Toda dor teve fim
Pois quem cuida de mim
É o amor outra vez

É o amor que dá vida ao meu peito
Prá eu jamais ver o tempo passar
É o amor que dá paz ao meu leito
E me ensina a sonhar
Só o amor faz um bem tão bem feito
Que o destino não vai desmanchar

Só uma coisa no amor não tem jeito
É ter medo de amor
Mas agora que eu sei
Todo o bem que me fez
Vou seguir sua lei
No meu peito meu rei
É o amor outra vez

É o amor"

Nenhum comentário:

Postar um comentário