Sinta-se em casa!

Entre e deixe a porta aberta.
Aguenta firme que vou ali pegar uma breja.

20 de set de 2009

Coisinha bonitinha da mãe.

Sábado ganhei uma linda rosa da Carla.
Passamos alguns minutos conversando sobre mim. Estranho isso. Quando falo disso, sempre o assunto é o mesmo. Por mais que tenha vivido tantas coisas, as velhas sempre me aborrecem.
Ela fez um pacto. E acho que não ganhará.

Cheguei em casa e coloquei a rosa em um copo com água em cima da mesa.

Laptop ligado, cinco páginas do Youtube na tela, fone de ouvido e beliscando azeitonas.

Não ouvi meu filho (meu gato Amandí) bebendo a água da rosa.

Quando olhei para trás, eis que o vejo com aquela carinha do gato do Shrek.

A vontade foi em dar bronca. Mas acho que a inocência dele o protegeu.

Achei lindo demais. Aquela rosa é especial assim como a água. Logo, tá tudo certo.

Como disse para Marizinha: "Tudo depende da forma que você encara as coisas"

Novos tempos, velhas recordações.

Apesar do título, não quero falar sobre isso.

Mas não tive ideia melhor para renomear.

Já falei delas para pessoas próximas...Aline Calixto no post anterior e agora falo de Maria Gadú.

Recomendo assim que der, vá ao Youtube e veja o quão encantadora é a voz dessa menina (sim, 22 anos).

Paulistana que já foi tentar a sorte na Europa e voltou ao Brasil parando no Rio. Toca violão de forma sutil e cria canções belíssimas como:

"Bela flor" e "Laranja"

Na altura da competência de Luiza Possi que regravou "Tango de Nanci" eis que ela fez uma visita especial também no acervo de Chico e deixou maravilhosa a canção "A História de Lily Braun" (salve Edu Lobo).

e nessa leva...ouça também Diogo Poças (irmão da maravilhosa Céu).

recomendações feitas...blog encerrado!