Sinta-se em casa!

Entre e deixe a porta aberta.
Aguenta firme que vou ali pegar uma breja.

18 de nov de 2009

Tear de ideias.

Hoje não teve samba.

Noite em casa, pintando as unhas com esmaltes coloridões, dos pés e das mãos,
cortar cabelo no banheiro e olhar no espelho "feliz da vida",
em arrumar o quarto,
organizar o guarda-roupa,
brincar com Amandí de corrida,
comer pizza de ontem,
começar o dia lendo bilhete checklist do Rogério,
gravar cd para Dri e Fezita,
falar com Cauto horas no Nextel,
dia de Programa 28 no ar, ao vivo,
dia de salvar o Jorginho logo cedo,
de bater papo com a Carolzinha,
de escrever no blog,
ler scraps,
Tricotar com a Fezita,
postar no Twitter,
falar com Saulinho,
rir do Rato e com ele,
ver o programa de ontem 6 vezes (cópias de dvd´s para a direção),
almoçar no Mc Donald´s às 16hs,
comer Spolate de chocolate,
em tomar Skol vendo novela com a mãe,
Descobrir que ele já não me quer mais,
Dormir no metrô e ainda sonhar,
ganhar blusa retrô da mãe,
Derrubar celular no chão do banheiro molhado,
Mandar sms´s para amigos que não vejo há tempos,
Ouvir na caixa postal um recado de alguém que não sei se conheço mas a voz não é estranha,
Descobrir que tenho 7 reais de crédito no celular...


é...acho que tive um dia grande. De gente grande.

Temos o que merecemos? Sim.

Adoro descobertas.
Elas enriquecem.
Claro que tem surpresa boa e surpresa ruim.
Mas não dá pra evitar né baby?

E das últimas...servem apenas como lição de vida.
Pelo menos para esta que vos escreve.

Poderia chorar mas não é preciso. Vamos pra frente Brasil! Salve a Seleção não é mesmo?

E se antes já gostava desse lema, ao ao ouvir esta canção do cd Tudo Azul da Velha Guarda da Portela, essa semana veio como luva.

Só eu sei bem o pq.


Minha Vontade

Composição: Chatim 1955


"Quero viver como passarinho
Cantar, voar sem direção
Quando eu quiser construir meu ninho
Hei de encontrar um coração
Por enquanto eu quero viver
Com toda a liberdade
Saltando aqui, pousando ali
Essa é minha vontade
Não, eu não quero prisão
Para o meu coração, eu não quero
Será bem triste o meu fim
Se eu não conseguir levar minha vida assim"

E complemento: (liberdade poética, rs)
"Descobrindo que você não soube me entender, da maneira fácil de compreender,
Não pedi para esperar, muito menos nada em troca.
Carinho é algo que se dá, não se pede e boa para guardar.
Deixa estar.
Será bom para nós.
Ao menos estou vivendo, da forma que pretendo, sem receio ou lamento"


Quarta-Feira feliz.

E que assim seja a semana toda.

Mereço.
Merecemos.