Sinta-se em casa!

Entre e deixe a porta aberta.
Aguenta firme que vou ali pegar uma breja.

27 de jan de 2010

SEM TÍTULO.

Certos sonhos são tão reais que não importa se não são.
Um alívio em poder continuar a caminhada sem o peso do passado.
O presente tem sido presente em forma de presente.


E eu ainda me pego pensando no que os outros vão achar.
Preciso aprender muito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário